Descubra o que faz um paleontólogo

O passado não está muito distante de nós. Em muitas cidades do mundo, inclusive no Brasil, são encontrados fósseis que nos ajudam a desvendar nossa história e contribuem para que as futuras gerações saibam do seu valor e ajudem a preservar esses locais. 

Quem faz esse trabalho de exploração e catalogação é um cientista, com formação para investigar como existiam e funcionavam os organismos e ecossistemas na Terra em tempos remotos, o paleontólogo. 

Uma profissão pouco conhecida em nosso país, retratada pelos documentários da TV em amplos campos de escavação no exterior, mas que também é importante quando pensamos na diversidade de espécies que habitaram nossas terras. 

Vamos conhecer agora um pouco mais sobre o que faz um paleontólogo!

Sobre a profissão

O instrumento principal de estudos de um paleontólogo são os fósseis, que são restos e vestígios de animais, plantas e outros seres vivos, preservados em rochas, assim como ossos, rastros e pegadas que podem ser identificados em campos de escavação e locais a céu aberto.

É bastante comum a confusão que se faz com a profissão de arqueólogo, no entanto, isso é fácil de se explicar. Enquanto na Arqueologia se estuda o passado dos seres humanos e suas civilizações, na Paleontologia se estuda as outras espécies, os animais e vegetais. 

Para ser um paleontólogo, é preciso conhecer um pouco de Biologia e Geologia, dessa maneira, o profissional pode determinar as datas das formações rochosas por meio de como foram encontrados e formados os fósseis.

Mercado de trabalho para um paleontólogo

A área de educação e pesquisa é a que mais absorve esses profissionais. Há demanda para aqueles que querem reconstituir o passado e passar os seus conhecimentos adiante para as novas gerações.

Em parques e museus, podem atuar como guias e explicar tecnicamente como os locais visitados foram formados e as espécies que ali habitavam. Mostrar fósseis de animais e plantas, especificando o período de sua formação e como eles se conservam até hoje naqueles elementos rochosos. 

O trabalho de campo não deixa de ser valorizado, já que de tempos em tempos são encontrados vestígios de outras eras em nosso país. No entanto, por serem imprevisíveis esses achados, os paleontólogos só são convocados quando há notificações e chamados por órgãos responsáveis. 

Salário e locais de atuação de um paleontólogo

Os salários são bastante variados, já que o paleontólogo acaba se adaptando a diferentes atividades. Os que estão realmente no campo, atrás de novas descobertas, são poucos em relação aos que atuam na educação ou em instituições de preservação da história. 

Os dados que temos são de um único registro em CLT com essa função, relatado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), o qual indica uma faixa salarial de R$ 4.819,00, para uma jornada de 40 horas semanais.  

Muitos profissionais são registrados com outras funções, e os locais que mais os contratam são:

  • Escolas. 
  • Universidades e institutos de pesquisa.
  • Museus. 
  • Parques paleontológicos.
  • Empresas de geologia.
  • Empresas voltadas para área de biologia.
  • Laboratórios de análises de fósseis.
  • Consultorias e assessorias sobre Paleontologia.

Onde fazer uma graduação em Paleontologia

No Brasil, não há uma formação em nível de graduação, apenas especializações e pós-graduações. Cursando uma das seguintes graduações, você pode se tornar um paleontólogo, por meio de uma especialização posteriormente: 

Em todos esses cursos, a Paleontologia é uma das disciplinas obrigatórias, no entanto, há casos de pessoas formadas em Medicina e Odontologia que se especializam na área, já que um dos requisitos é entender sobre a história e saber identificar ossos. 

Se você tem um bom nível de inglês e a oportunidade de tentar uma vaga no exterior, algumas faculdades que oferecem o curso de graduação em Paleontologia são:

  • The University of Adelaide (UoA) – Austrália
  • University of Bristol – Reino Unido
  • Flinders University – Austrália
  • University of Portsmouth – Reino Unido
  • University of Leicester – Reino Unido
  • University of Manchester – Reino Unido
  • University of Edinburgh – Reino Unido
  • University of Birmingham – Reino Unido
  • University of Witwatersrand – África do Sul
  • Indian Institute of Technology, Bombay – Índia
  • Appalachian State University – Estados Unidos
  • Drexel University – Estados Unidos
  • South Dakota School of Mines and Technology – Estados Unidos
  • University of Oklahoma – Estados Unidos
  • University of Oregon- Estados Unidos

China, Canadá, Alemanha e outros países europeus também têm faculdades reconhecidas em todo o mundo em Paleontologia. 

Atente-se que, para que você possa exercer a profissão aqui no Brasil ou fazer uma pós-graduação, o diploma do exterior precisa de uma revalidação por uma universidade pública, o que pode demorar em 60 e 180 dias. A homologação é feita após a análise e validação dos documentos apresentados. 

Pós-graduações e especializações em Paleontologia

Mestrados e doutorados na área, aqui em nosso país, são oferecidos comumente por universidades federais e estaduais, em seus departamentos de Geologia e Biologia, onde há especializações sobre os temas da área. Dentre algumas universidades, podemos citar:

  • Universidade Federal da Bahia (Programa de Pós-graduação em Geologia)
  • Universidade de Brasília (Programa de Pós-graduação em Geociências Aplicadas)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (Programa de Pós-graduação em Geologia)
  • Universidade Federal do Espírito Santo (Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas – mestrado e doutorado em Biologia Animal)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Programa de Pós-graduação em Geociência)
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Programa de Pós-graduação em Biologia)
  • Universidade Estadual Paulista/Campus Rio Claro (Programa de Pós-graduação em Geologia Regional)
  • Universidade de São Paulo (Programa de Pós-graduação em Geociências – Geoquímica e Geotectônica)

Algumas faculdades particulares disponibilizam especializações e cursos de pós-graduação lato sensu a distância, o que facilita o acesso aos interessados que moram longe dos grandes centros e cidades universitárias.

Onde fazer uma graduação para ser paleontólogo

Se a grana está curta e ir para o exterior não é uma opção, comece sua jornada com uma sólida graduação! Temos ótimas oportunidades em nosso país, em cursos presenciais, semipresenciais e a distância reconhecidos pelo MEC. Confira:

Com a sua nota do Enem, pode entrar direto em qualquer uma dessas faculdades e concorrer a bolsas de estudos de até 100%. Você precisa apenas de 300 pontos nas provas objetivas e redação sem estar zerada.

Vai começar na Biologia? Na Geografia? Não importa, é só entrar no site de cada uma delas, conhecer todas as vantagens que oferecem e fazer sua matrícula!

Veja também: 

Saiba quantos pontos precisa no Enem pra passar em Biologia

Confira como funciona e onde fazer Geografia EAD

Quer ser um paleontólogo? Conte-nos os seus planos nos comentários e se já está fazendo uma graduação ou pós-graduação na área!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin