O que faz um pediatra?

Segundo a pesquisa Demografia Médica, a pediatria é uma das especialidades médicas mais procuradas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), pediatria é uma palavra de origem grega (paidos: criança e iatreia: processo de cura).

Antes de falar de fato sobre essa carreira, confira alguns dados levantados pela SBP.  Segundo a Sociedade, no Brasil há cerca de 31.824 pediatras, o que representa 13,4% do total de médicos. 

Além disso, 85% dos pediatras têm menos de 50 anos e 60% são mulheres. Muito interessante, né!?

Você já pensou em seguir essa área ou tem curiosidade para saber mais sobre essa carreira?

Então continue a leitura, porque nesta matéria você vai encontrar todas as informações que precisa sobre o que faz um pediatra, salário e onde estudar.

o que faz um pediatra

O que faz um pediatra?

Segundo a SBP, essa especialização surgiu no final do século XIX por conta dos elevados índices de mortalidade infantil e pela falta de profissionais especializados no cuidado e tratamento de crianças.

O pediatra é responsável por cuidar da saúde das crianças e dos adolescentes. Esse profissional desenvolve seu trabalho para garantir que seus pacientes se desenvolvam da melhor forma e cresçam saudáveis.

O pediatra também age em casos clínicos comuns ou em doenças graves que atingem essa faixa etária. Além disso, instrui os pais sobre a saúde de seus filhos, vacinação, alimentação, medicação, tratamentos e o que for necessário para o bem-estar deles.

Esse profissional pode realizar pesquisas, trabalhar em postos de saúde, abrir o próprio consultório, em maternidades, ONGs e laboratórios

Como é a formação em pediatria?

Para se tornar um pediatra, primeiro é preciso se formar em Medicina. A graduação neste curso dura em torno de seis anos. Depois, é necessário iniciar a residência médica, cerca de dois a três anos, e assim cumprir a fase de especialização, e é aí que entra a Pediatria.

Além do diploma de graduação e certificado de especialização, o profissional precisa se registrar no Conselho Regional de Medicina (CRM) para atuar na área.

Durante esse processo de estudo e aprendizagem, o profissional que deseja se tornar pediatra irá estudar disciplinas como: 

  • Anatomia
  • Exame e Análises Clínicas
  • Farmacologia
  • Fisiologia
  • Patologia Infantil
  • Psicologia Infantil Básica
  • Química Básica

Para atuar em áreas específicas e se tornar um profissional mais qualificado, há um leque de possibilidades para o pediatra seguir. 

O pediatra pode atender em hospitais dedicados à urgência e emergência ou em clínicas atuando em diversas áreas. Mas para isso, é sempre bom se especializar mais.

Confira algumas especializações na área da pediatria:

  • Alergia e imunologia pediátrica;
  • Cardiologia pediátrica;
  • Dermatologia pediátrica;
  • Emergências Pediátricas e Neonatais
  • Endocrinologia Pediátrica
  • Neonatologia;
  • Neurologia Pediátrica;
  • Nutrologia Pediátrica

Um dado interessante divulgado pela SBP é que depois da Pediatria Geral, a Neonatologia, ramo dedicado ao cuidado dos recém-nascidos, é a área com mais profissionais atuantes.

Mercado de trabalho na Pediatria

O mercado de trabalho na área da saúde é sempre promissor. Segundo o site Catho, a rotina estressante e agitada impactou o bem-estar e a saúde da população. Por isso, houve um aumento na procura de profissionais dessa área.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Medicina é uma das profissões mais bem pagas, além de ser uma das carreiras com um dos maiores índices de empregabilidade.

Com os salários atrativos e altas chances de emprego, a carreira chama a atenção dos estudantes.

Como já foi listado no tópico anterior, a área da pediatria apresenta diversas opções para se especializar e trabalhar. Por isso, o pediatra vai encontrar um mercado de trabalho amplo com diversas oportunidades, seja na rede pública ou privada.

Recentemente, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) apresentou ao governo federal uma proposta para incluir cerca de 3 mil pediatras no Programa Médicos Pelo Brasil. O objetivo dessa ação é diminuir as taxas de mortalidade de crianças e adolescentes e fortalecer o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Esse é mais um fato que comprova a importância da atuação do pediatra e mostra também que essa é uma área que exige uma grande demanda de profissionais.

Quanto ganha um pediatra?

A carreira de pediatra passa por algumas etapas e a residência é uma delas. Em alguns casos, o estudante ganha uma bolsa nesse período que atua como residente. 

Na rede privada, os futuros pediatras podem receber mais de R$10 mil por mês, mas é claro que isso varia de acordo com a área, localização, jornada de trabalho e também com a área de especialização escolhida.

Essas variações também devem ser consideradas quando falamos do profissional já formado. 

O teto salarial da pediatria gira em torno de R$ 15.423,84 , mas de acordo com o site Salario.com.br, a média salarial de um pediatra iniciante que realiza uma jornada de trabalho de 18h semanais é de R$ 4.868,10. 

Já para um pediatra que atua 22h semanais, a média do salário é de R$ 6.893,22. 

Em relação aos concursos públicos na área da pediatria, o Salario.com.br fez um levantamento de acordo com as vagas nos órgãos municipais, estaduais e federais e constatou a média salarial de R$ 6.481,33 para uma jornada de 22 horas semanais.

Esse é um dos motivos que os pediatras preferem trabalhar na rede privada do que na pública. Mas na hora de definir em qual área atuar é preciso pensar além do salário e considerar por exemplo a jornada de trabalho, os benefícios e o trabalho a ser desenvolvido.

Qual o perfil de um pediatra

Para ser um bom pediatra é fundamental que você goste de lidar com crianças. Mas é preciso ter em mente que a maior parte das orientações serão repassadas aos pais, já que a criança precisa do auxílio de um adulto para tomar medicamentos e se cuidar. 

Por isso, você também precisa gostar de se relacionar com outras pessoas e ser capaz de transmitir as informações da maneira mais clara e objetiva possível para que o tratamento seja feito de forma adequada.

Outro ponto importante é gostar de estudar e se dedicar à carreira. Um bom profissional é aquele que está sempre atualizado e por dentro das novidades da sua área. Com a pediatria não é diferente, ainda mais que a medicina está sempre evoluindo através de pesquisas e tecnologias para proporcionar uma qualidade de vida melhor aos seus pacientes.

Um bom pediatra precisa ter sensibilidade para lidar com casos mais complicados que exigem um tratamento longo, por exemplo. 

Ser sensível também ajuda a descobrir possíveis doenças ou perceber algo de errado que os pais não identificaram. Às vezes as crianças não conseguem se expressar muito bem e pode ser que algo passe batido também para os familiares. 

Onde estudar para se tornar um pediatra?

Como você viu, antes de se tornar pediatra é necessário cursar Medicina. Além disso, é super importante escolher uma universidade que seja reconhecida pelo MEC tanto para a graduação quanto para a especialização.

Para te ajudar a iniciar os estudos e se tornar um pediatra de sucesso, separamos algumas faculdades que ofertam o curso de Medicina por um preço especial para te ajudar a iniciar os estudos e se tornar um pediatra de sucesso.

Confira:

E aí, você tem interesse em cursar Medicina e se tornar um pediatra?

O que faz um pediatra?

O pediatra é responsável por cuidar da saúde das crianças e dos adolescentes. Esse profissional desenvolve seu trabalho para garantir que seus pacientes se desenvolvam da melhor forma e cresçam saudáveis.

Como é a formação em pediatria?

Para se tornar um pediatra, primeiro é preciso se formar em Medicina. A graduação neste curso dura em torno de seis anos. Depois, é necessário iniciar a residência médica, que dura cerca de dois a três anos.

Quanto ganha um pediatra?

O teto salarial da pediatria gira em torno de R$ 15.423,84 , mas de acordo com o site Salario.com.br, a média salarial de um pediatra iniciante que realiza uma jornada de trabalho de 18h semanais é de R$ 4.868,10. Já para um pediatra que atua 22h semanais, a média do salário é de R$ 6.893,22.

Como é o mercado de trabalho na Pediatria?

A área da pediatria apresenta diversas opções para se especializar e trabalhar. Por isso, o pediatra vai encontrar um mercado de trabalho amplo com diversas oportunidades, seja na rede pública ou privada.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin