Confira as profissões que estão em alta no Brasil

Saiba quais são as áreas que estão dando o que falar no mercado de trabalho brasileiro!

A economia brasileira tem seguindo a tendência mundial de valorizar profissões que envolvem conhecimento de alto nível, ideias inovadoras e muita tecnologia.

Não é por acaso que tantas áreas, que há alguns anos a gente nem conhecia, têm registrado uma alta súbita no mercado.

Usando pesquisas realizadas por consultorias, a gente descobriu quais áreas são essas.

A seguir, confira as profissões que estão em alta no Brasil!

Profissões que estão em alta no Brasil

Algumas áreas já dispararam ou estão dando sinais de que vão disparar nos próximos anos.

A maré está especialmente favorável para quem trabalha com gestão, tecnologia da informação e saúde.

Conheça as principais profissões em alta no Brasil:

Saúde

Com a pandemia do corona vírus, disparou a procura por profissionais de saúde: médicos, farmacêuticos e enfermeiros, principalmente.

Mas o cenário pós-pandemia é promissor para quem trabalha em dois setores: pesquisa e produção de medicamentos e biotecnologia.

O primeiro para acelerar a pesquisa de medicamentos e vacinas que combatam as principais infecções que afetam os humanos – as novas e as antigas.

O segundo porque a biotecnologia deve ser o novo filão de mercado dos próximos anos, aliados à inteligência artificial (da qual falaremos mais adiante).

Se você gosta da área de Saúde e quer aproveitar o bom momento, pode tentar cursos de bacharelado como:

  • Biotecnologia (4 anos)
  • Farmácia (5 anos)
  • Biomedicina (5 anos)
  • Medicina (6 anos)
  • Enfermagem (5 anos)
  • Engenharia de Bioprocessos (5 anos)

Gestão e Negócios

Gestão e negócios são áreas que nunca estão em baixa, por serem essenciais tanto nos bons momentos quanto em época de crise.

As tendências no Brasil apontam para busca de profissionais especializados em finanças, recrutamento e investimentos.

Gestão de ambientes de saúde públicos e privados também devem crescer muito.

Conheça alguns cursos que você pode fazer para entrar nessa área com o pé direito:

Bacharelados:

  • Administração (4 anos)
  • Administração Pública (4 anos)
  • Ciências Contábeis (4 anos)
  • Engenharia de Produção (5 anos)
  • Ciências Econômicas (4 anos)

Tecnólogos:

  • Gestão Financeira (2 anos)
  • Gestão Pública (2 anos)
  • Gestão de Recursos Humanos (2 anos)
  • Gestão Comercial (2 anos)
  • Gestão de Cooperativas (2 anos)
  • Gestão Ambiental (2 anos)

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação também não conhece tempo ruim. Mas a gente sabe que se trata de uma área que muda muito rapidamente.

No Brasil deve crescer bastante a demanda por profissionais de inteligência artificial. Não para programação daqueles robôs clássicos, como vemos nos filmes, mas para a criação de plataformas inteligentes, que conheçam os usuários e possam até antecipar seus desejos.

De carona nessa tendência, profissionais que trabalham com grandes volumes de dados – o chamado “big data” – também estão em alta.

Além deles, tecnologias voltadas para a saúde devem crescer bastante com o episódio do coronavírus. Várias startups na área vão surgir nos próximos meses, pode acreditar.

Fora isso, mantêm-se em alta áreas clássicas e fundamentais da TI, como segurança da informação, desenvolvimento de sistemas, manutenção de redes e criação de jogos e aplicativos.

Alguns cursos bem interessantes para se dar bem nessa área são:

Bacharelados:

  • Engenharia de Software (5 anos)
  • Engenharia de Controle e Automação (5 anos)
  • Engenharia de Biossistemas (5 anos)
  • Engenharia de Computação (5 anos)
  • Ciência da Computação (4 anos)

Tecnólogos:

  • Big Data e Inteligência Analítica (3 anos)
  • Segurança da Informação (2,5 anos)
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas (2,5 anos)
  • Jogos Digitais (2,5 anos)
  • Banco de Dados (2,5 anos)
  • Sistemas para Internet (2,5 anos)

 Comunicação

A área de Comunicação, embora bastante saturada, ainda tem uma carência importante: profissionais capazes de produzir para as mídias sociais.

Parece improvável, mas falta uma galera qualificada para produzir modelos de comunicação mais efetivos para as redes, especialmente em relação a posicionamento de empresas e gestão de crises.

Lembre-se: as redes sociais são hoje os principais canais de relacionamento de uma organização (ou uma pessoa) com seu público.

Os cursos mais indicados são esses bacharelados, com quatro anos de duração:

  • Jornalismo
  • Publicidade e Propaganda
  • Relações Públicas
  • Rádio, TV e Internet

Inovação

A inovação é imprescindível em todas as áreas; é o motor da economia de qualquer país.

Por aqui ela é necessária em todas as áreas. Na prática, qualquer curso pode impulsionar a veia inovadora.

A gente separou alguns que tratam do tema com mais carinho:

Bacharelado:

  • Administração (4 anos)
  • Engenharia de Produção (5 anos)

Tecnólogos:

  • Marketing (2 anos)
  • Empreendedorismo (2 anos)
  • Gestão de Negócios e Inovação (2 anos)

Faculdades para entrar nas profissões em alta no Brasil

Por todo o Brasil, boas faculdades públicas e particulares oferecem os cursos que estão em alta no Brasil.

Claro, alguns desses cursos são mais populares (Administração, Jornalismo, Contábeis, Engenharia de Produção), enquanto outros são mais restritos (Gestão de Negócios e Inovação ou Big Data e Inteligência Analítica) – nada quem uma boa pesquisa ou a opção por estudar a distância não resolva.

Só tenha em mente que o segredo para entrar com tudo no mercado de trabalho é uma formação de qualidade.

Portanto, escolha sempre faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

Não sabe por onde começar? Dê uma olhada em nossas sugestões:

Veja também:

Conheça quais são os cursos tecnólogos mais valorizados

O que achou das profissões em alta no Brasil? Está pensando em fazer algum desses cursos? Conte para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin