Quer trabalhar com metaverso? Veja 10 profissões para essa área futurística

O metaverso é uma plataforma em evolução considerada uma das extensões da web 3.0, o que o torna um terreno fértil para o surgimento e o incremento de diversas profissões.

Neste artigo abordamos o que é o metaverso e 10 exemplos de profissões que serão essenciais nesse novo mundo digital.

+ Encontre bolsas de estudo de até 80%

O que é o metaverso?

Falamos aqui em um espaço virtual compartilhado, que conta com a hiper-realidade e a interação de forma a permitir uma experiência imersiva entre usuários por meio de avatares 3D customizados.

metaverso

Conta com um meio de operação seguro, por meio de blockchains, criando uma rede pública descentralizada e colaborativa.

Parte do uso das criptomoedas para realização de pagamentos, sendo estes ativos digitais já popularmente usados no comércio virtual, como na pesquisa por uma catraca eletrônica valor.

Quais as profissões do futuro com o metaverso?

Entre profissões que já existem, como programadores até especialistas em um só mundo, a gama de profissões ligadas ao metaverso é grande. Vamos ver algumas a seguir.

1. Programadores

Os programadores terão a missão de criar redes descentralizadas, sendo um profissional indispensável. O desafio será o cuidado com a estrutura da plataforma desenvolvida a partir da tecnologia 5G.

Para o desenvolvimento e implementação de empresas, como uma empresa de maquete eletrônica, a demanda é sobre programadores especialistas em XR (extended reality) que saibam empregar a realidade virtual, a realidade aumentada e a realidade mista.

2. Designers gráfico

Em conjunto com a expertise de arquitetos que consigam levar os detalhes do mundo físico para o mundo virtual, os designers serão os profissionais responsáveis por essa modelagem.

3. Cientista de pesquisa

Essa é uma nova profissão que pode ser ocupada por profissionais como cientistas em economia comportamental, designers, arquitetos, programadores ou antropólogos.

São os responsáveis por criar experiências digitais que ficarão acessíveis ao público, como a interação com uma empresa de conexão instantânea pneumática.

Para o estabelecimento das relações no metaverso haverá como base os hábitos comportamentais de cada público e povo. Isso engloba todo um estudo dirigido para o desenvolvimento de soluções que sejam específicas e pessoais nesse novo universo.

O conhecimento em tecnologia é um pré-requisito para exercer essa função tão específica para o desenvolvimento no metaverso.

4. Desenvolvedores de ecossistemas

Essa é outra nova profissão que pode englobar profissionais da área de recursos humanos, marketing, negócios ou administração. O objetivo é a criação da comunidade de maneira atraente, bem como de um ecossistema em torno delas, devendo ser especialista em produtos e soluções.

5. Professores

O metaverso conta com a Decentraland, que é uma plataforma baseada na navegação 3D. Esse ambiente possui uma universidade que demanda professores capacitados para o ensino no mundo virtual.

Esse é um campo para especialistas em experiências imersivas, criadores de novos métodos de ensino que podem ser especialistas comportamentais, cientistas cognitivos e neurocientistas.

6. Storyteller

Os storytellers são os roteiristas que desenvolvem a história para o entretenimento no metaverso, criando narrativas que emocionem e envolvam as pessoas.

São contadores de histórias que criam experiências imersivas no ambiente virtual para tornar marcas atrativas, como uma assistência técnica aquecedores Cumulus.

7. Seguranças ou police metaverse

Estes profissionais são responsáveis por impedir qualquer violação ou desrespeito aos avatares, que são as representações virtuais dos usuários. É preciso impor as regras determinadas pelas plataformas, evitando abusos e situações problemáticas.

Essa é uma profissão um pouco controversa, afinal o metaverso é uma rede descentralizada que não deve ter a interferência de terceiros. No entanto, casos sérios como abuso sexual demandam uma forma de estabecer normas e garantir a segurança dos usuários.

8. Especialista em um só mundo (múltiplas realidades)

Estes serão os responsáveis pela modelagem 3D que vai permitir que o mundo virtual se integre ao mundo real, como pela projeção de óculos de realidade virtual ou projetores holográficos.

A ideia é que não haverá mais a necessidade dos computadores para conectar a realidade virtual ao mundo real, de forma que os usuários poderão interagir com outros avatares, realizar compras ou criar oportunidades de negócios com estes novos hardwares.

9. Especialista em bloqueio de anúncios

O propósito é que os anúncios tenham uma limitação no ambiente virtual no metaverso, de forma a não bombardear os usuários com as propostas.

Para limitar os anúncios e criar um ambiente saudável, esse profissional deve ter amplo conhecimento em codificação.

10. Digital influencer do metaverso

Os influencers continuam tendo seu papel no metaverso e já existem representantes brasileiros, como a cantora Anitta e a apresentadora Sabrina Sato, que estão presentes no metaverso.

Considerações finais

O metaverso é um amplo leque de possibilidades para quem quer exercer uma atividade profissional, e a demanda é grande. Existem outras profissões, tais como:

  • Analista de taxas de transação virtual;
  • Gerente de seguros financeiros;
  • Desenvolvedores de avatares;
  • Estilista de moda digital.

Não perca suas chances de se desenvolver profissionalmente para essas novas áreas que emergem com o metaverso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leia mais: Confira 8 cursos para quem gosta de tecnologia

+ Saiba tudo sobre o curso de Tecnologia da Informação

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin