Lista de espera do Sisu: Como saber os selecionados?

Veja como descobrir se você aproveitou essa segunda chance de entrar na universidade pública!

Embora seja um dos processos seletivos mais concorridos do Brasil, o Sisu tem lá suas colheres de chá para quem quer estudar numa universidade pública.

O programa acontece duas vezes por ano e em cada uma delas os candidatos têm até duas chances de correr atrás da vaga desejada.

Pois é, muita gente não sabe que o Sisu também tem uma lista de espera e que, se você tiver ligado, pode aproveitar bem essa oportunidade.

A seguir, veja como saber se foi selecionado na lista de espera do Sisu e como participar!

Os selecionados do Sisu

Passar no Sisu exige bastante dedicação aos estudos. O processo seletivo, que todos os anos oferece cerca de 300 mil vagas em todo país, recebe milhões de inscritos.

Isso faz com que a nota mínima necessária para entrar em um dos cursos suba bastante. Para você ter ideia, a média atualmente está na casa dos 680 pontos!

Quem quiser participar precisa ter feito a edição mais recente do Enem e obtido nota acima de zero na redação.

A seleção do primeiro semestre geralmente acontece em janeiro e dura quatro dias. A do segundo, em junho. Quando as inscrições estão abertas, o candidato escolhe duas opções de curso e pode ir alterando conforme a necessidade.

Poucos dias após encerramento, saem os resultados tão esperados.

O Sisu tem apenas uma chamada, que traz os nomes daqueles que foram aprovados logo de cara, e uma lista de espera, que é a segunda chance de entrar.

A seguir, veja como participar da lista de espera do Sisu e como saber se foi selecionado.

Como participar da lista de espera do Sisu

Para participar da lista de espera do Sisu é necessário, antes de tudo, ter participado da seleção regular.

As inscrições para a lista abrem no dia seguinte à divulgação dos resultados.

É isso mesmo: num dia são conhecidos aprovados no Sisu e no outro já tem inscrição para quem não conseguiu vaga.

O prazo para fazer isso é de aproximadamente uma semana.

O candidato interessado tem de acessar o sistema do Sisu nesse período e confirmar interesse em participar da lista de espera.

É possível escolher entrar na lista para vaga na primeira ou na segunda escolha de curso feita na seleção regular.

Caso o interessado tenha passado em uma das opções, não poderá mais se inscrever.

Como saber o nome dos selecionados da lista de espera do Sisu

Não espere que o Sisu divulgue os aprovados na lista de espera da mesma forma que acontece na chamada regular, pelo site oficial.

Esse processo deve ser feito pelo próprio candidato junto à instituição onde está tentando a vaga. É preciso muita atenção nessa hora.

Muitas das universidades divulgam a relação dos convocados em seu site oficial, enquanto outras pregam cartazes nos corredores. Uma alternativa interessante é ligar para o departamento responsável e perguntar sobre o andamento da lista.

Independentemente de tudo, o importante é estar sempre na cola da faculdade.

Isso porque, caso seja aprovado, você terá um prazo curto para levar a documentação necessária para efetivar a matrícula. Caso perca o prazo, a vaga é destinada a outra pessoa.

Outras alternativas ao Sisu

O Sisu é apenas o primeiro de um calendário de processos seletivos que usam a nota do Enem para distribuir vagas no ensino superior.

Assim que o processo seletivo se encerra, por exemplo, começa o ProUni – ideal para quem quer estudar numa faculdade privada com bolsa de estudos.

A seleção é bastante concorrida e exige do candidato uma boa nota no Enem mais recente, além de cumprir os requisitos de renda e formação escolar. São duas edições anuais, com milhares de vagas em cursos presenciais e a distância por todo o Brasil.

Quando acaba o ProUni, começa o FIES, o programa de crédito estudantil que permite fazer uma faculdade privada sem se preocupar com as mensalidades. A dívida só começa a ser cobrada depois da formatura, em suaves prestações mensais que podem se estender por vários anos.

Pode tentar o benefício quem fez qualquer edição do Enem a partir de 2010 e atende aos requisitos de desempenho e renda familiar exigidos pelo MEC. Também há duas edições do FIES por ano.

Se você fez qualquer Enem a partir de 2010 e não zerou a redação, ainda pode tentar vaga pelo ingresso direto — modalidade simplificada de acesso a faculdades privadas sem precisar fazer vestibular. Basta apresentar a nota e se preparar para fazer a matrícula.

De quebra, a gente ainda preparou uma lista com boas faculdades onde você pode tentar sua bolsa do ProUni, seu financiamento do FIES ou entrar direto sem vestibular.

Dê uma olhada abaixo:

Veja também:

Descubra quais são os cursos com menor nota de corte

Tudo certo quanto ao funcionamento da lista de espera do Sisu? Se tiver mais alguma dúvida, compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin