Saiba quais são as datas de inscrições do ProUni 2020

Conheça mais sobre o Programa Universidade para Todos e fique por dentro dos prazos de inscrição!

2020 está chegando e, com o novo ano, também vem a possibilidade de realizar o sonho de cursar o ensino superior. 

Se você já está na corrida para ser o mais novo universitário da turma e aguarda, na expectativa, sua nota do Enem, confira também como se candidatar para uma bolsa do ProUni. 

Conheça o ProUni

O ProUni, ou Programa Universidade para Todos, foi criado pelo governo federal há mais de 10 anos para conceder bolsas de estudo parciais ou integrais a alunos do ensino médio, de baixa renda, que desejam cursar o ensino superior em uma instituição particular. Até hoje mais de 3 milhões de estudantes foram beneficiados com esse incentivo. 

No primeiro semestre de 2019 o ProUni distribuiu cerca de 117 mil bolsas integrais, de 100%, e 127 mil bolsas parciais, de 50%, totalizando mais de 240 mil bolsas por todo o país. O estado com mais alunos beneficiados foi São Paulo, seguido por Minas Gerais e Paraná. 

Quais as datas de inscrição do ProUni 2020? 

Anualmente, o ProUni tem duas aberturas de edital, uma no início e outra no meio do ano.

Para o primeiro semestre de 2020, as inscrições do ProUni ficam no ar entre 28 e 31 de janeiro.

O resultado da primeira chamada sai no dia 4 de fevereiro. O da segunda, no dia 18 de fevereiro.

Como posso me inscrever na lista de espera no ProUni?

Se você não foi contemplado na primeira e na segunda chamada, não se preocupe: ainda é possível concorrer a uma bolsa na segunda chamada ou lista de espera. 

Isso acontece porque nem sempre os candidatos entregam a documentação necessária para a concessão de bolsa. Dessa forma, aqueles que não foram contemplados na primeira chamada ainda têm a oportunidade de concorrer nas próximas chamadas. 

Fique atento, pois as chamadas seguintes têm um prazo muito curto de inscrição e leva a bolsa quem chegar primeiro. No primeiro semestre, o prazo para se inscrever na lista de espera vai de 6 a 9 de março.

Como conseguir uma bolsa do ProUni?

Agora que você já sabe quais os critérios para concorrer a uma bolsa do ProUni, veja como se inscrever na seleção 2020 do programa.

Para se candidatar a uma bolsa do ProUni o estudante precisa cumprir alguns critérios. Por isso, separamos para você as condições obrigatórias que precisam ser cumpridas para pleitear uma bolsa.

Bolsa de 100%

As bolsas oferecendo 100% de auxílio são concedidas aos estudantes que atendam aos seguintes critérios:

  • Comprovação de renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa.
  • Estudos do ensino médio realizados integralmente em escola pública ou em escola particular com bolsa integral.
  • Ter tirado, pelo menos, 450 pontos na somatória das provas do Enem e nota maior que zero na redação.

Bolsa de 50%

As bolsas de 50% são ofertadas aos estudantes que sigam os seguintes critérios:

  • Comprovem renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa.
  • Tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou particular com bolsa integral.
  • Tenham tirado, pelo menos, 450 pontos na somatória das provas do Enem e nota maior que zero na redação.

O ProUni também oferece bolsas a professores da rede pública de ensino que queiram incrementar sua carreira com uma nova formação universitária. 

Além disso, bolsas são concedidas a pessoas portadoras de deficiência, desde que comprovada sua condição com atestado médico contendo o grau e classificação internacional de doença – CID. 

Faculdades que aceitam o ProUni

Fique tranquilo. O MEC só autoriza as faculdades que têm boas notas e avaliações a participarem do cadastro de concessão de bolsas do ProUni. 

Além de serem instituições bem avaliadas, algumas oferecem descontos progressivos nas mensalidades, que podem chegar a 100%, de acordo com sua nota no Enem. 

E agora? Já sabe onde vai começar a construir o seu futuro em 2020? Deixe nos comentários qual curso você pretende fazer!

Veja mais: 

Descubra como é calculada a nota do Enem

Entenda como e quando fazer a inscrição do Sisu

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin