Descubra o que faz um auxiliar de necropsia

Conheça as atividades e os locais de trabalho dos auxiliares de necropsia. Veja, também, quais são as opções de formação para trabalhar na área.

O auxiliar de necropsia trabalha ao lado de médicos legistas em organizações como o IML (Instituto Médico Legal), hospitais e laboratórios. De modo geral, ele auxilia o médico responsável em processos de necropsia ou autópsia – exame de um cadáver para verificar a causa e como ocorreu a morte.

Para quem não conhece a área, é uma profissão que pode causar algum estranhamento ou espanto, mas vale destacar que existe demanda razoável por esses auxiliares – principalmente por meio de concursos públicos –, além de formação específica no setor.

Quer saber mais sobre o que faz um auxiliar de necropsia e o que estudar para atuar na área? Confira abaixo!

Quais as atribuições do auxiliar de necropsia?

Conheça algumas das principais atividades realizadas pelo profissional auxiliar de necropsia:

  • Ajudar na identificação de cadáveres.
  • Manusear o cadáver para observação de lesões externas e internas.
  • Lavar o corpo após o procedimento de necropsia.
  • Acompanhar e auxiliar em exumações (retirada e transferência de restos mortais para outro espaço ou cidade, muitas vezes por exigências legais).
  • Colher material dos cadáveres para exames de laboratório.
  • Limpar instrumentos usados nas necropsias e esterilizar o ambiente.
  • Realizar a limpeza e a preparação de ossos para procedimentos legais.
  • Auxiliar em procedimentos de autorização, retirada e conservação de órgãos para doação.

Onde trabalha o auxiliar de necropsia?

Confira os principais locais de trabalho desse profissional:

  • Instituto Médico Legal (IML)
  • Hospitais e clínicas
  • Laboratórios de anatomia em instituições de ensino e pesquisa
  • Departamentos de polícia
  • Funerárias e necrotérios

Qual é o salário desse profissional?

De acordo com dados do site de carreiras Glassdoor, os salários dos auxiliares de necropsia ficam entre R$ 3.000 e R$ 6.000

O salário varia conforme a região do país e a instituição contratante. O concurso mais recente da Polícia Civil do Rio de Janeiro (2019), por exemplo, estabelecia a remuneração de R$ 4.506 mensais. Concursos da polícia de São Paulo oferecem salários nessa mesma faixa.

Qual é o nível de escolaridade necessário?

No caso dos concursos públicos, o nível de escolaridade exigido para os candidatos ao cargo de auxiliar de necropsia costuma variar. Alguns exigem apenas o certificado de ensino fundamental, enquanto outros exigem ensino médio e, eventualmente, cursos específicos.

Na área privada, como hospitais particulares e laboratórios de pesquisa, as exigências de escolaridade e qualificação costumam ser mais altas.

Existe curso técnico em necropsia?

Sim. O Curso Técnico em Necropsia aparece no Catálogo de Cursos Técnicos elaborado pelo Ministério da Educação (MEC).

Para fazer esse curso, oferecido principalmente por escolas privadas, é preciso estar cursando ou ter concluído o ensino médio. A grade curricular inclui disciplinas de Anatomia, Criminologia, Medicina Criminal, Ética e Identificação Humana.

Outras escolas oferecem cursos profissionalizantes em Necropsia Forense. Nesse caso, há emissão de certificados, mas a aceitação ou não dessa modalidade de formação varia conforme o concurso público ou a instituição contratante. 

Também existem diversos cursos preparatórios para concursos públicos na área, mas atenção: geralmente, eles não emitem certificados nem são aceitos para comprovação de formação em necropsia.

Que faculdade fazer para trabalhar com necropsia?

A profissão de nível superior mais conhecida (e mais bem remunerada) na área é, sem dúvida, a de médico legista. Ele é o profissional responsável pelos procedimentos de necropsia e investigação envolvendo restos mortais.

Para assumir essa função, é preciso fazer a graduação em Medicina e, depois, cursar uma especialização em Medicina Legal.

Quem já tem a formação técnica ou profissionalizante e pretende obter um diploma de ensino superior pode optar, ainda, por outras carreiras da área de Saúde e Ciências Biológicas, como Enfermagem e Biomedicina.

Além de atestar qualificação e expandir sua área de atuação, ter um curso superior é um enorme diferencial para quem busca uma vaga no mercado de trabalho. Em concursos públicos, aliás, apresentar o diploma pode aumentar sua pontuação na disputa e, ainda, garantir uma remuneração mais alta.

Como escolher onde estudar?

Ao pesquisar faculdades que oferecem cursos de graduação nas áreas de Saúde e Ciências Biológicas, lembre-se de verificar se a instituição de seu interesse é reconhecida pelo MEC. 

Isso é fundamental, pois somente faculdades credenciadas por ele emitem diplomas válidos, aceitos tanto no mercado privado quanto em concursos públicos e programas de pós-graduação.

Quer algumas sugestões? Listamos, abaixo, universidades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem diversos cursos superiores nas áreas de Saúde e Biológicas. São faculdades que trabalham com modalidades de ensino flexíveis – como cursos semipresenciais e online – e com diferentes programas de bolsas de estudo. 

Confira e clique para saber mais:

Navegue pelos sites das universidades acima e fique por dentro de cursos, mensalidades, bolsas e descontos. Bons estudos!

Leia mais:

Existe faculdade de Enfermagem a distância?

Veja quais são os cursos de Biológicas mais procurados

Você pretende trabalhar como auxiliar de necropsia? Pensa em fazer uma faculdade? Qual? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin