Novo Enem: veja o que muda a partir de 2024

O Enem é a prova mais conhecida e de maior alcance no país e vem sendo, desde meados de 2010, a principal forma para conseguir uma vaga na faculdade. Apesar de sua estrutura já consolidada, as mudanças no Novo Ensino Médio fazem necessária a existência de um novo Enem, a partir de 2024.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

Se você está no Ensino Médio ou pretende prestar o Enem nos próximos anos, precisa estar atento às mudanças que virão para não tomar um susto na hora da prova. O Enem exige muita preparação prévia para que um resultado satisfatório venha. Quanto melhor a sua nota, maior a chance de conquistar a vaga em uma universidade concorrida e prestigiada.

Nos tópicos a seguir, nós do Guia da Carreira iremos explicar quais serão as principais mudanças propostas pelo governo a partir de 2024 para o Novo Enem. Fique atento!

Saiba agora: Calendário do Enem 2022: confira todas as datas importantes 

O que é o novo Enem?

O novo Enem é como está sendo chamado o novo formato do Exame Nacional do Ensino Médio, idealizado pelo Ministério da Educação (MEC). Será uma prova adequada ao Novo Ensino Médio, que agora possui diferentes itinerários formativos.

A primeira apresentação mais elaborada do projeto do Novo Enem foi feita no dia 17 de março de 2022 como resultado das discussões dos grupos de trabalho (GT) constituídos para falar do tema, formados pelo MEC, secretários de Educação estaduais, Conselho Nacional de Educação (CNE) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Quando o novo Enem entra em vigor?

A previsão de implementação do novo Enem é somente para 2024. O tempo é necessário para que as escolas de todo o país possam adequar suas aulas e conteúdos às novas diretrizes estabelecidas, desde o primeiro ano do Ensino Médio.

Desta forma, estudantes que estão terminando o Ensino Médio agora não serão prejudicados, visto que o Enem 2022 e o Enem 2023 terão o mesmo formato clássico da última década..

Caberá ao Inep elaborar as demais especificidades da prova, e a partir daí definir o número de questões, tempo de duração máxima para execução, datas de aplicação e número de edições por ano.

Leia mais: Novo Enem: tudo o que você precisa saber sobre a prova

Como vai ser o novo Enem?

As principais mudanças do novo Enem estão em seu formato, que será mais flexível conforme as escolhas do aluno por itinerário formativo e também quanto aos tipos de questões.

O Enem clássico, que deve vigorar até 2023, é fechado com o seguinte formato:

  • 180 questões de múltipla escolha iguais para todos os participantes, 45 de cada área (Linguagens, códigos e suas tecnologias; Ciências Humanas e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias; e Matemática e suas tecnologias);
  • Uma redação com texto dissertativo-argumentativo;
  • A prova funciona como uma etapa solidificada, apenas dividida em dois dias de aplicação.

Como deve ficar o novo Enem a partir de 2024:

  • A prova será dividida em duas etapas (ou instrumentos): Formação Geral Básica e Itinerários Formativos. 
  • Questões discursivas
  • O estudante escolherá as provas do exame da segunda etapa de acordo com a área vinculada ao curso superior que pretende cursar.
  • Uma Redação obrigatória
  • Dois dias de aplicação

Como será o primeiro instrumento do Novo Enem?

O primeiro instrumento do Novo Enem, chamado de “Formação geral Básica”, deverá ser focado em Língua Portuguesa e Matemática, incluindo a redação. 

novo enemMas outros temas do Ensino Médio continuarão com espaço nesta primeira etapa, tendo como referência a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), com questões interdisciplinares e contextualizadas, que articulem as dimensões do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura e demonstrem aprofundamento, compreensão, reflexão e soluções para os problemas.

Uma mudança importante: as questões específicas de Inglês ou Espanhol “saem” de cena no conjunto da área de Linguagens e serão aplicadas às demais áreas de forma interdisciplinar, com textos de apoio em língua estrangeira para uma questão de História, por exemplo.

Leia mais: + Redação do Enem: tudo o que você precisa saber

Como será o segundo instrumento do Novo Enem?

O segundo instrumento do Novo Enem deverá abordar os Itinerários Formativos do Novo Ensino Médio, integrando os seguintes eixos estruturantes: investigação científica, processos criativos, mediação e intervenção sociocultural e empreendedorismo, sendo necessário o aprofundamento  das competências e habilidades da BNCC.

O MEC planeja que este segundo instrumento tenha quatro blocos. Cada um desses blocos está associado a alguns dos principais cursos do Ensino Superior. Os blocos serão:

  • Bloco I: Linguagens e Suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas
  • Bloco II: Matemática e Suas Tecnologias + Ciências da Natureza e Suas Tecnologias
  • Bloco III: Matemática e Suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas
  • Bloco IV: Ciências da Natureza e Suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas

Como os estudantes do Itinerário da Formação Técnica e Profissional farão o Novo Enem 2024?

De acordo com o secretário de Educação Básica do MEC, Mauro Rabelo, ter múltiplas opções de cursos técnicos e as áreas de conhecimento dificulta a produção de uma prova única para cada uma delas.

Por essa razão, o MEC orienta que o estudante escolha o Bloco conforme o curso que pretende realizar e ao final, sua nota terá um bônus. “A nota dele vai ter uma ponderação de acordo com aderência da formação técnica dele ao curso superior pretendido”, explicou Rabelo em entrevista à Agência Brasil.

Em qual bloco está o curso que eu quero para a faculdade?

Na apresentação do Novo Enem, o MEC sugeriu as possibilidades de correlações entre os cursos do Ensino Superior e os futuros blocos da prova.

Bloco I: Linguagens e Suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas

  • Administração
  • Artes Visuais
  • Arqueologia
  • Biblioteconomia
  • Cinema e Audiovisual
  • Dança
  • Design
  • Direito
  • Filosofia
  • Geografia
  • História
  • Jornalismo
  • Letras
  • Música
  • Pedagogia
  • Publicidade e Propaganda
  • Rádio, TV e Internet (Comunicação Audiovisual e Multimídia)
  • Relações Internacionais
  • Relações Públicas
  • Secretariado Executivo
  • Serviço Social
  • Teatro

Bloco II: Matemática e Suas Tecnologias + Ciências da Natureza e Suas Tecnologias

  • Agronomia
  • Biomedicina
  • Ciências Biológicas
  • Ciências Naturais
  • Engenharia Aeronáutica
  • Engenharia Agrícola
  • Engenharia Ambiental e Sanitária
  • Engenharia de
  • Alimentos
  • Engenharia de Bioprocessos
  • Engenharia Cartográfica e de Agrimensura
  • Engenharia Civil
  • Engenharia de Pesca
  • Engenharia de Petróleo
  • Engenharia de Minas
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Florestal
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Mecânica de Armamentos
  • Engenharia Mecânica de Veículos Militares
  • Engenharia Metalúrgica
  • Engenharia Naval
  • Engenharia Química
  • Engenharia de Telecomunicações
  • Engenharia Têxtil
  • Física
  • Matemática
  • Medicina Veterinária
  • Meteorologia
  • Nutrição
  • Odontologia
  • Química
  • Zootecnia

Bloco III: Matemática e Suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas

  • Arquitetura e Urbanismo
  • Ciências Atuariais
  • Ciências Contábeis
  • Ciências Econômicas
  • Ciências Sociais
  • Engenharia de Computação
  • Engenharia de Controle e Automação
  • Engenharia de Fortificação e Construção
  • Engenharia de
  • Materiais
  • Engenharia de
  • Produção
  • Sistemas de Informação
  • Estatística

Bloco IV: Ciências da Natureza e Suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas

  • Ciências Militares
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Medicina
  • Museologia
  • Odontologia
  • Psicologia
  • Teologia
  • Terapia Ocupacional
  • Turismo
  • Educação Física
  • Farmácia
  • Fonoaudiologia

Faculdades com bolsa para quem presta o Enem

Você sabia que a sua nota do Enem (incluindo as edições anteriores) pode proporcionar uma vaga no Ensino Superior sem burocracias e processos complexos do Governo? 

Diversas instituições aceitam a nota do Enem como forma de ingresso direto, sem precisar passar por disputas cansativas, sistemas fora do ar e comprovação de renda.

Nessa modalidade, são liberadas bolsas de estudos de até 80%, válidas por todo o seu curso, sem pegadinhas! Os cursos disponíveis são de todas as áreas do conhecimento, na modalidade bacharelado, licenciatura ou tecnólogo. Ou seja: faculdades de verdade!

Confira algumas instituições de Ensino Superior devidamente reconhecidas pelo MEC que possuem essas vantagens exclusivas:

+ Vai fazer o Enem pela primeira vez? Veja tudo o que você precisa saber

+ 10 dicas para você aprimorar sua redação

Qual sua opinião sobre as mudanças do Enem? Você acha que a prova ficará mais fácil ou mais difícil? Deixe o seu comentário!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin