Descubra o que faz o profissional de Segurança da Informação

Interessado(a) em ingressar na área de segurança da informação? Neste artigo, você conhece tudo sobre a profissão, suas áreas de atuação e descobre seu salário médio.

O que faz o profissional de segurança da informação?

A segurança da informação é a área da informática que tem a missão de proteger todas as informações e dados que circulam na rede. A segurança é fundamental para que dados de contas bancárias de pessoas físicas e até informações sigilosas de governos e empresas, por exemplo, não sejam alvos de hackers.

De acordo com a norma técnica da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que estabelece as diretrizes e princípios gerais da gestão de segurança da informação, a segurança da informação constitui-se na “proteção da informação de vários tipos de ameaças para garantir a continuidade do negócio, minimizar o risco ao negócio, maximizar o retorno sobre os investimentos e as oportunidades de negócio”.

O profissional responsável por essa área é o especialista em segurança da informação. Ele deve garantir a disposição de recursos informacionais, conservar a integridade das informações e preservar a confidencialidade dos dados. 

Com base nos pilares da confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade, o especialista em segurança da informação pode garantir a lucratividade de uma empresa ou o funcionamento de um Estado com base nos pilares de confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade.

Segundo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), entre as funções dos especialistas em segurança da informação, estão:

  • Administrar ambientes computacionais, implantando e documentando rotinas e projetos e controlando os níveis de serviço de sistemas operacionais, banco de dados e redes;
  • Fornecer suporte técnico no uso de equipamentos e programas computacionais e no apoio a usuários;
  • Configurar e instalar recursos e sistemas computacionais;
  • Controlar a segurança do ambiente computacional;
  • Planejar atividades, gerenciar projetos e operação de serviços de tecnologia da informação, administrando as demandas e garantindo a segurança da informação;
  • Identificar oportunidades de aplicação de TI, prospectando soluções tecnológicas;
  • Administrar equipes, gerenciar infraestrutura de TI (Hardware, software e telecomunicações), definindo necessidades de recursos tecnológicos (software, hardware e infraestrutura).

Quais são as áreas de atuação de segurança da informação?

A área da segurança da informação é bem ampla e atrativa financeiramente. Além disso, por ser parte do ramo de tecnologia, seu mercado está em expansão. O especialista em segurança da informação pode atuar em diferentes cargos dentro de uma empresa: consultor de segurança, analista de segurança, administrador de segurança, gerente de segurança, engenheiro de segurança e arquiteto de segurança.

Confira as principais áreas de atuação da segurança da informação:

  • Segurança corporativa: este profissional deve criar planos estratégicos para proteger os dados de empresas, realizar auditorias nos sistemas e monitorar e controlar as políticas de segurança da organização;
  • Desenvolvimento de Softwares de Segurança: este profissional desenvolve produtos e serviços e analisa códigos maliciosos (malware);
  • Segurança forense: este é o profissional que pesquisa, coleta e faz laudos de provas digitais em investigações policiais, principalmente de crimes cibernéticos;
  • Inteligência de Estado: este profissional também pode atuar em órgãos de segurança do governo, como a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).

Quanto ganha um profissional de segurança da informação?

Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), coletados pelo site Salario.com.br, a média salarial de um especialista em segurança da informação no Brasil é de R$ 6.263,83. A faixa salarial desse profissional começa em R$ 5.500,00 e o teto salarial é de R$ 15.694,05.

Ainda de acordo com as informações coletadas pelo site, os segmentos de empresas que mais contrataram especialistas em segurança da informação no último ano foram: atividades auxiliares dos serviços financeiros; consultoria em tecnologia da informação; suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação; desenvolvimento de programas de computador e software em geral; bancos múltiplos, com carteira comercial.

Como é o curso de Segurança da Informação?

Uma das formas de se tornar um especialista da área é cursar a graduação tecnológica de Segurança da Informação. O curso dura, em média, 2 anos e pode ser feito presencialmente ou a distância.

Na graduação, os estudantes aprendem a se preparar para possíveis ameaças, calcular riscos de violações, prevenir e lidar com ataques de hackers a softwares e plataformas online e elaborar soluções lógicas para proteger os sistemas.

Como se tornar um profissional de segurança da informação?

Além do curso superior de Segurança da Informação, várias graduações na área de tecnologia permitem a atuação no campo da segurança da informação. Segundo o site Vagas.com, as graduações mais comum dos especialistas em segurança da informação são Informática, Sistemas de Informação e Ciência da Computação.

Outras graduações possíveis na área são:

Onde estudar para ser um profissional de segurança da informação?

Você se interessou por alguma das graduações na área de tecnologia? Além de definir o curso que mais combina com você, também é preciso escolher uma faculdade com boas avaliações no Ministério da Educação (MEC).

Diversas instituições privadas oferecem ótimos descontos e ingresso sem burocracia, com ou sem a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Confira algumas dessas faculdades bem reconhecidas pelo MEC para você estudar pagando pouco, no ensino presencial e a distância:

Veja também: Segurança da Informação: conheça o curso e veja onde fazer

Gostou de conhecer mais sobre a atuação do profissional de segurança da informação? Conta o que achou nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin