O que é ética profissional?

Já ouviu falar de ética profissional? Cuide bem das suas atitudes e alavanque a sua carreira!

Ter ética profissional e adequar-se às normas de conduta de uma empresa são condições cada vez mais valorizadas no reconhecimento dos trabalhadores e no processo seletivo de novos funcionários. Afinal, para estar habilitado a concorrer a uma boa vaga de emprego ou se manter por mais tempo em uma empresa, não é só o currículo que conta. Nossa conduta em relação à ética profissional também é muito importante.

Para você conquistar uma vaga no mercado de trabalho e manter-se no emprego em longo prazo, é preciso mais que formação acadêmica e experiência profissional: é preciso estar alinhado com aquilo que a empresa espera de você! Portanto, conhecer um pouco mais sobre ética profissional e pesquisar sobre as características do comportamento ético e o código de conduta organizacional da empresa na qual pretende trabalhar são pontos fundamentais para alcançar o sucesso profissional.

Quer aprender mais sobre esses assuntos? Continue lendo esse artigo e saiba como agir para agregar esse diferencial importante ao seu currículo.

O que é ética profissional e qual a sua importância?

A ética profissional é um conjunto de valores e normas de comportamento e de relacionamento adotados no ambiente de trabalho, no exercício de qualquer atividade. Ter uma conduta ética é saber construir relações de qualidade com colegas, chefes e subordinados, contribuir para bom funcionamento das rotinas de trabalho e para a formação de uma imagem positiva da instituição perante os públicos de interesse, como acionistas, clientes e a sociedade em geral.

Líderes de empresas e organizações têm defendido que bons ambientes de trabalho, com relações amigáveis e respeitosas, contribuem para o aumento do nível de confiança e comprometimento entre os funcionários, refletindo no aumento da produção e no desenvolvimento da empresa. E que comportamentos antiéticos prejudicam o clima organizacional, afetando o rendimento das equipes.

E fala a verdade: quem é que não gosta de se desenvolver no trabalho em ambientes amigáveis e respeitosos? Ter ética profissional vai muito além de gostar ou não de um colega de trabalho, mas sim de ter uma relação cordial e de ajuda mútua. Afinal, o espírito de equipe é muito importante!

Como ter ética profissional em um emprego?

Os colaboradores que conseguem construir relações de qualidade entre os colegas e conquistar a confiança dos líderes, com uma postura de trabalho adequada e resultados concretos, são os que obtêm maior sucesso no desenvolvimento de suas carreiras.

Não estamos falando sobre agradar o chefe a todo custo – a famosa bajulação – e sim de postura em um ambiente de trabalho! Você precisa entender e respeitar os limites de sua função, zelar pelos instrumentos de trabalho e o patrimônio da organização e contribuir para o bom rendimento de sua equipe. Essas são condições básicas para a construção de uma postura ética no trabalho.

Conheça ainda outros fatores importantes que auxiliam neste processo:

  • Honestidade: Fale sempre a verdade e assuma a responsabilidade por suas falhas. É muito melhor aprender com os erros do que procurar um culpado para suas falhas.
  • Sigilo: Algumas informações de trabalho são extremamente sigilosas. Respeite esta condição, mantendo o sigilo.
  • Competência: Cumpra sua função com comprometimento e consciência, visando o melhor resultado para a organização, e não apenas o seu resultado pessoal.
  • Prudência: Respeite a hierarquia da sua empresa e não interfira de forma negativa no trabalho de seus colegas.
  • Humildade: Reconheça o seu espaço e o seu papel dentro da organização.
  • Imparcialidade: Aprenda a diferenciar as relações pessoais das profissionais e considere sempre como prioridade a realização do seu trabalho.

Quais são os objetivos de um código de ética?

Algumas profissões contam com Conselhos de Representação que têm a responsabilidade de criar Códigos de Ética específicos para cada área de atuação. Você já deve ter ouvido falar no Conselho Federal de Medicina (CFM), ou no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), dois exemplos bastante conhecidos. Também existem os conselhos regionais como Conselho Regional de Medicina (CRM), o Conselho Regional de Enfermagem (COREN), entre outros.

Esses Códigos de Ética criados pelos Conselhos existem para padronizar procedimentos operacionais e condutas de comportamento, garantindo a segurança dos profissionais e dos usuários de cada serviço.

Eles estabelecem princípios ético-morais de determinada profissão, e preveem penas disciplinares aos trabalhadores que não obedecerem aos procedimentos e normas de sua área, protegendo a sociedade de injustiças e desrespeito em qualquer esfera. Por isso, cabe ainda aos Conselhos a função de fiscalizar o cumprimento dos Códigos de Ética.

Fique atento às normas estabelecidas em sua profissão. Independentemente de ter ou não um Código específico, todas as profissões exigem o cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados universais como a honestidade, a competência e a responsabilidade.

O que é e para que serve o Código de Conduta Ética Organizacional?

Você sabe que todas as empresas ou organizações seguem os padrões éticos profissionais ditados pelo senso comum. Mas, muitas vezes, elas acabam criando suas próprias regras para garantir o bom funcionamento dos processos de trabalho e o alcance dos seus objetivos estratégicos.

Guia da Carreira - funcionária sorri em escritório

Quanto maior a instituição, mais necessário se faz a adoção do Código de Conduta Ética Organizacional, um instrumento que padroniza os procedimentos de trabalho e estabelece regras e valores de conduta para todas as áreas, de forma igualitária. Se você pensa em trabalhar numa grande empresa, provavelmente terá contato com este documento.

O Código de Ética Organizacional propõe o cumprimento obrigatório das normas estabelecidas pela instituição, apesar de a ética não ser coactiva, ou seja, o seu descumprimento não implica em penas legais. O processo de elaboração do Código envolve a participação de trabalhadores de diferentes setores, para tornar o documento acessível e adequado a todas as áreas, da forma mais democrática possível.

Como é feito um Código de Ética profissional?

Geralmente é conduzido pelo departamento de Recursos Humanos das empresas, com a formação de um Comitê de Ética, ou desenvolvido por uma Consultoria externa contratada. É comum que todos os funcionários recebam uma cópia do documento, como instrumento de trabalho, e sejam orientados a consultá-lo regularmente, recorrendo aos líderes apenas em caso de dúvida.

Muitos Códigos de Conduta Ética Organizacional preveem ainda um espaço ou um canal de comunicação próprio para denúncias, onde os funcionários da empresa podem relatar, de forma anônima, fatos relacionados ao descumprimento das normas estabelecidas que tenham sido observados dentro do ambiente de trabalho ou na relação com clientes, por exemplo. Dessa forma, a fiscalização em cima de quem ignora a ética profissional acontece de maneira mais precisa.

Para que serve a ética profissional?

Ao colocar dessa forma, parece que estamos falando da ética profissional ou do código de ética de algumas empresas de um instrumento punitivo, criado apenas para exigir disciplina. Mas, acredite: é muito mais fácil desempenhar um trabalho com qualidade e competência quando se conhece as regras da empresa e o que os líderes esperam de você.

Além disso, a intenção de um código de ética ajuda a alinhar interesses e bens em comum, visando garantir a harmonia e o bom funcionamento nos mais diversos setores de uma empresa, seja ela grande ou pequena. Dessa maneira, todos podem se desenvolver em uma empresa ou em uma profissão de modo harmônico e com diretrizes bem estabelecidas.

Onde posso aprender mais sobre ética profissional?

Como vimos acima, algumas profissões contam com Códigos de Ética profissional bem específicos e o lugar certo para aprender mais sobre eles é a faculdade. Seja através da nota do Enem ou de um vestibular interno, para conseguir as melhores vagas do mercado é de extrema importância que você tenha um diploma do ensino superior em uma universidade reconhecida pelo MEC.

Além de aprender as atividades teóricas e práticas de sua profissão, a universidade é o lugar certo para aprender mais sobre ética profissional e todos os códigos de conduta e comportamento da área que você escolheu seguir.

Para te ajudar a encontrar o lugar certo e dar o primeiro passo para aprender mais sobre ética profissional, selecionamos algumas faculdades com ensino de qualidade e que são indicadas pelo Ministério da Educação.

E aí, já está preparado para tirar nota 10 quando o assunto for Ética profissional no seu trabalho? Já passou por situações em que o Código de Ética da sua profissão ou do seu trabalho ajudou seu desempenho? O que é ética profissional para você? Compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin
Descubra a faculdade certa para você!