Os 5 últimos temas de redação da Unesp

A redação da Unesp, assim como de outros exames vestibulares, é uma das provas que mais preocupa os estudantes. Afinal, ela vale uma boa parte da nota final da prova.

Entenda, a seguir, tudo que precisa saber sobre a redação da Unesp, quais foram os últimos temas abordados, e ainda ganhe algumas dicas preciosas para se dar bem no seu texto e conquistar uma boa nota.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

Sobre a Unesp

A Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, a Unesp, é uma das maiores e mais importantes universidades públicas brasileiras. Ela se destaca pela quantidade de campi que possui por todo o estado de São Paulo. A Unesp também é reconhecida por sua atuação no ensino, na pesquisa e na extensão universitária.

A Unesp oferece mais de 135 cursos de graduação, em suas faculdades e institutos presentes em 24 municípios de São Paulo. Anualmente, forma mais de 5 mil novos profissionais, e conta com mais de 50 mil alunos nos cursos de graduação e pós-graduação.

Saiba mais sobre a Unesp

Como é o vestibular da Unesp?

Pela importante relevância da universidade, o vestibular da Unesp é um dos mais procurados pelos estudantes brasileiros. Portanto, o exame é um dos vestibulares mais concorridos do país, dependendo do curso escolhido. O processo atrai dezenas de milhares de candidatos todos os anos.

O vestibular da Unesp é dividido em duas etapas, ambas classificatórias e eliminatórias:

  • Primeira fase: composta por uma prova objetiva, com 90 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais aprendidos no ensino médio;
  • Segunda fase: composta por uma prova objetiva, com 60 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos específicos aprendidos no ensino médio, e uma redação. 

Como é a prova de redação da Unesp?

Para qualquer vestibular, a prova de redação é a que deixa qualquer candidato de cabelo em pé, ansioso para se dar bem no texto produzido. Isso porque a redação costuma ter bastante participação na nota final do exame, e, geralmente, o candidato é desclassificado caso tire a nota zero no texto entregue.

No vestibular da Unesp, isso não é diferente. Para passar no exame, o candidato não pode zerar na redação. E ela ainda vale 28% da nota final da segunda fase do vestibular.

Portanto, tirar uma boa pontuação na redação da Unesp pode garantir a tão sonhada vaga na universidade pública. Mas como é a redação do vestibular da Unesp?

A redação solicitada pelo vestibular da Unesp é de gênero dissertativo-argumentativo. Isto é, o candidato precisa discorrer e refletir sobre o tema proposto, apresentando e defendendo seu ponto de vista com argumentos convincentes.

Para isso, o aluno pode usar de toda a sua bagagem sociocultural e referências, além, é claro, dos dados e informações apresentados na proposta da prova. O texto ainda precisa ser impessoal e formal, seguindo a norma culta da Língua Portuguesa.

Geralmente, os temas propostos pelo vestibular da Unesp são reflexivos sobre a sociedade brasileira e abordam questões sociais. 

O que é avaliado e exigido do estudante na redação?

Espera-se que a redação no vestibular da Unesp atenda ao gênero dissertativo-argumentativo, em prosa e seguindo a norma padrão da Língua Portuguesa, e que seja coerente e bem articulado. 

Além disso, a redação do vestibular da Unesp é avaliada conforme três critérios:

1. Tema

O primeiro critério avaliado na redação da Unesp é se o texto produzido está de acordo com o tema proposto. É importante que o tema esteja claro já no início do texto, no primeiro parágrafo.

A fuga completa ao tema proposto pela prova é motivo suficiente para que a redação não seja corrigida, independente de outros aspectos, e seja anulada, desclassificando o candidato do vestibular.

2. Estrutura

Neste critério são avaliados a conformidade com o gênero/tipo de texto e a coerência entre as informações e ideias apresentadas em sua construção.

Do mesmo modo que o critério anterior, a fuga completa ao gênero proposto é motivo suficiente para que a redação não seja corrigida, fazendo com que o candidato tire nota zero da redação e, consequentemente, seja desclassificado do vestibular.

Ainda no critério referente à estrutura do texto, também é avaliado o modo como o candidato apresenta e sustenta a sua tese. É imprescindível o posicionamento do autor, a partir da clara defesa de seu ponto de vista. Além disso, é considerada a apresentação de argumentos e como eles estão organizados no texto.

É considerada, assim, a macroestrutura de um texto dissertativo, que deve conter introdução, desenvolvimento e conclusão. E, ainda, espera-se encontrar objetividade no texto. Portanto, o uso de primeira pessoa do singular e de segunda pessoa do singular ou plural poderá ser penalizado.

Também são aqui observados a compreensão dos textos de apoio, o repertório sociocultural do candidato, a pertinência dos argumentos utilizados e a capacidade de desenvolver e relacionar as ideias abordadas no texto.

3. Expressão

No último critério são avaliadas a coesão e a modalidade do texto. Ou seja, aspectos referentes à coesão textual e ao domínio da norma padrão da Língua Portuguesa.

Em relação à coesão textual, são avaliados recursos coesivos da língua, que tornam mais clara e precisa a relação entre palavras, frases, períodos e parágrafos do texto.

Já no domínio da norma padrão da língua, são examinados os aspectos gramaticais, como ortografia, acentuação, pontuação, concordância e regência. O grau de formalidade ou informalidade expresso na escolha de palavras e expressões também é observado.

Dica de leitura: Descubra como é o melhor jeito de fazer uma redação

Motivos para zerar na redação

De acordo com o edital da Unesp, existem alguns motivos que podem fazer o candidato ter sua redação anulada e, consequentemente, ser desclassificado do vestibular.

Confira o que NÃO fazer na sua redação:

  • fugir ao tema e/ou gênero propostos;
  • apresentar nome, rubrica, assinatura, sinal, iniciais ou quaisquer marcas que permitam a identificação do candidato;
  • entregar redação em branco;
  • apresentar textos não verbais, como uso único de desenhos, números e/ou palavras soltas 
  • entregar redação escrita em outra língua que não a portuguesa;
  • apresentar letra ilegível e/ou incompreensível;
  • apresentar o texto definitivo fora do espaço reservado;
  • o texto conter sete linhas ou menos;
  • o texto conter menos de oito linhas autorais contínuas, ou seja, que não são copiadas de outras fontes
  • texto predominantemente feito com cópias de outras fontes ou plágio
  • redação idêntica ou muito semelhante a outra ou outras redações;
  • apresentar formas propositais de anulação, como impropérios, trechos jocosos ou a recusa explícita em cumprir o tema proposto.

Leia mais: 10 dicas para você aprimorar sua redação

Últimos 5 temas de redação da Unesp

Como mencionado, as redações do vestibular da Unesp costumam abordar questões sociais e reflexões sobre a sociedade brasileira. E o uso de referências que destaquem a bagagem sociocultural do candidato é super bem valorizado.

Portanto, estar por dentro dos temas sociais discutidos na atualidade é essencial para construir uma base de conhecimentos para serem usados na hora de escrever o texto, se posicionar, apresentar argumentos e defender o seu ponto de vista. 

Para ajudar a se preparar para a redação da Unesp, confira os últimos 5 temas do vestibular:

  • 2022: Tristeza em tempos de felicidade compulsória
  • 2021: Tempo é dinheiro?
  • 2020: O carro será o novo cigarro?
  • 2019: Compro, logo existo?
  • 2018: O voto deveria ser facultativo no Brasil?

Leia também: 17 temas que podem cair na redação

+ Redação do Enem: tudo o que você precisa saber

Dicas para ir bem na redação

Agora que você já sabe como funciona a redação da Unesp e o que é exigido em cada critério avaliado, separamos algumas dicas para ajudar você a mandar muito bem no seu texto. Confira 6 conselhos para ir bem na redação:

  1. Atualize-se! Esteja atento a tudo que está rolando no debate social. Temas atuais também tendem a virar tema da redação. Em 2018, que foi ano de eleições presidenciais, por exemplo, a redação da Unesp abordou tema relacionado à obrigatoriedade do voto. Em 2022 pode seguir o mesmo caminho. Questões relacionadas aos povos indígenas, manifestações populares contra aquecimento global, guerras, identidade de gênero e cultura do cancelamento nas mídias sociais são temas em potencial.
  2. Aumente sua bagagem sociocultural. Leia livros, revistas e colunas escritas por diferentes especialistas, assista a filmes e documentários, ouça músicas, vá a exposição de artes, pesquise o que dizem filósofos e outros profissionais referenciados em temas sociais. Você pode usar essas referências no texto, e saiba que são muito bem valorizadas na avaliação. Contudo, esse repertório precisa fazer sentido e ter ligação com o tema trabalhado no texto.
  3. Pratique! Escreva, escreva e escreva. Fale sobre diferentes assuntos usando o gênero dissertativo-argumentativo. A prática ajuda a escrever cada vez melhor, tanto na construção das ideias e defesa do ponto de vista quanto no domínio da norma padrão da língua. Você pode pedir para um amigo ler seus textos e comentar o que achou.
  4. Leia exemplos de redações da Unesp que tiraram nota máxima. Assim você poderá observar o que esses textos têm em comum, para inspirar você.
  5. Na hora de escrever o texto, já deixe claro, logo no início, no primeiro parágrafo, o tema proposto pela prova. Assim, além de mostrar aos avaliadores que você entendeu o tema de cara, ajuda você a não fugir da proposta solicitada. 
  6. Nunca use referência direta à situação imediata de produção de texto, como frases do tipo “como afirma o autor do texto da coletânea” ou “conforme solicitado na proposta de redação”. Esses usos são penalizados, pois entende-se que o autor não tem autonomia. Você pode utilizar as informações dos textos de apoio, mas sem fazer esse tipo de referência. Também evite parafraseá-los, e jamais copie trechos inteiros, seja dos textos de apoio ou de qualquer outro que você possa ter decorado.
  7. Tenha em mente que o seu texto deve ter três partes. Você pode até dividi-lo em três parágrafos, para ajudar. Na primeira parte, você deve fazer uma introdução, na qual apresenta o tema proposto e as ideias iniciais. A segunda parte é o desenvolvimento, no qual você apresentará todos os seus argumentos e defenderá o seu ponto de vista. A última parte é a conclusão, onde se retoma as principais ideias em uma síntese. Dividindo o texto, você conseguirá trabalhar melhor na construção de cada parte.

Outras opções de universidades

Caso deseje outras opções, há universidades particulares muito bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, oferecem facilidades para novos alunos, como bolsas de estudo e descontos. Confira algumas opções:

Preparado para fazer a redação da Unesp? Qual tema você acha que cai esse ano? Fale pra gente nos comentários.

Leia também:

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin