dcsimg

Descubra quais as 7 profissões mais bem pagas

Confira as profissões mais bem pagas do Brasil!

I want to be rich

Muitas pessoas consideram o nível salarial um fator determinante na escolha da carreira. Em alguns setores econômicos de grande crescimento, há profissões que alcançam remuneração de R$ 60 mil em cargos gerenciais. Outras áreas mais valorizadas, como Medicina e Engenharia, garantem salários expressivos já no início da carreira, em diferentes segmentos de atuação.

Independentemente dos altos e baixos da economia, há profissões que se mantêm fortalecidas no mercado de trabalho, seja pela demanda crescente por profissionais qualificados, ou por especializações que dão conta de atender às novas demandas.

Confira as profissões mais bem pagas do Brasil!

1. Medicina/Saúde

As áreas de Saúde e Qualidade de Vida garantem ótimos salários aos profissionais. Quanto maior a especialização e o tempo de carreira, maior a remuneração. A média nacional para profissionais formados em Medicina é de R$ 8,4 mil e a cirurgia plástica é a especialidade com maior retorno, garantindo salário médio de R$ 18,5 mil. Já os profissionais que aliam uma graduação a outras formações multidisciplinares podem conquistar patamares mais altos. O salário de um Diretor Médico de Hospitais, por exemplo, pode chegar a R$ 50 mil.

2. Engenharia

As carreiras na área de Engenharia estão no segundo lugar do ranking das mais valorizadas no País, perdendo apenas para a área de Medicina. Preste atenção aos segmentos de atuação mais recentes e que devem manter altas médias salariais nos próximos anos, como a Engenharia Ambiental e a Engenharia de Petróleo e Gás. Um Engenheiro Ambiental, por exemplo, tem salário inicial de R$ 3,6 mil e um Engenheiro do Petróleo tem salário médio de R$ 15, 5 mil, podendo chegar a R$ 60 mil, em cargos gerenciais.

3. Direito

As áreas de Direito Empresarial, Internacional, Tributário e Civil são as que garantem melhor remuneração. É um setor com boas oportunidades também em concursos públicos. Um Assessor Jurídico pode ganhar até R$ 7 mil, e esse mesmo valor corresponde à média salarial nacional de um Advogado Empresarial. Já um Diretor Jurídico do mercado financeiro pode ganhar até R$ 40 mil.

4. Administração/Finanças

O administrador tem vasto campo de trabalho e pode atuar nos mais variados setores econômicos. Para garantir uma boa remuneração, este profissional, assim como o da área de Finanças, deve buscar especializações e acumular experiência. Um Supervisor Administrativo tem salário médio de R$ 4,9 mil e um Consultor Financeiro ganha, em média, R$ 7 mil. No auge da carreira, um Diretor Financeiro pode chegar a ganhar R$ 30 mil, nos grandes centros.

5. Recursos Humanos

O executivo de Recursos Humanos está entre os profissionais mais requisitados pelo mercado, por desempenhar papel cada vez mais estratégico nas organizações. A remuneração das carreiras da área de RH dobrou nos últimos anos.  Um Coordenador de Cargos e Salários tem média salarial de R$ 6,4 mil e um Gerente de Desenvolvimento de Recursos Humanos tem remuneração média de R$ 8,6 mil. O cargo de Diretor de Recursos Humanos está no topo da categoria, com salário de até R$ 43 mil.

6. Tecnologia da Informação

As profissões da área de TI, além de bem remuneradas, apresentam rápida valorização. Um Analista de Sistemas em início de carreira, por exemplo, tem salário médio de R$ 4,2 mil. Em três anos, sua média salarial pode chegar a R$ 7 mil. Com mais de dez anos de experiência, sua remuneração alcança R$ 17 mil. Isso sem falar nas possibilidades de especialização: um profissional de TI no Brasil com mestrado recebe o piso salarial médio de R$ 9,2 mil e um Diretor Técnico e de Operações do mercado de tecnologia pode ganhar até R$ 50 mil.

7. Marketing/Vendas

O trabalho dos profissionais de Vendas e Marketing é essencial para o bom

relacionamento entre os clientes e as organizações. Um Gerente de Atendimento tem salário inicial médio de R$ 4,5 mil, podendo chegar a R$ 7,3, valor semelhante à média nacional do salário de um Analista de Marketing, R$ 7,5 mil. A média nacional para a função de Diretor Comercial é de R$ 17,9 mil e um Diretor Comercial da área de Telecom, no auge da carreira, pode ter remuneração de até R$ 50 mil.

Fonte: Exame.com/Ipea/Catho/Revista Pense Empregos

Um profissional satisfeito tem mais chances de ser bem-sucedido

O retorno financeiro de uma profissão é condição essencial para o planejamento do seu futuro pessoal e profissional. No entanto, especialistas da área de Recursos Humanos alertam que esse não deve ser o único parâmetro a considerar, pois o respeito aos interesses e aptidões de cada indivíduo é o que forma a base para a conquista do sucesso em qualquer profissão. A escolha da carreira deve passar também por uma análise vocacional.  Os profissionais bem-sucedidos são aqueles que, além de obter retorno financeiro, conseguem satisfação e realização por meio do exercício de sua atividade.

Por isso, na hora de escolher uma profissão, procure se informar sobre as tendências mais recentes do mercado de trabalho e reflita sobre alguns aspectos:

  • Você sabe se as empresas estão procurando por um profissional com a formação que deseja obter?
  • O serviço que você quer prestar é muito solicitado na região onde mora?

Nunca pare de estudar!

Lembre-se ainda que o aperfeiçoamento contínuo, com cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado, idiomas, entre outros, é condição essencial para o crescimento na carreira. Segundo um estudo do Insper de 2012, que usou dados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (Pnad) o diploma universitário garante ao profissional salário até 167% mais alto que o de trabalhadores que concluíram apenas o Ensino Médio. Os profissionais que se mantêm competitivos são os que nunca param de estudar!

Você já escolheu qual carreira seguir? Deixe um comentário!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin